Vitória empata sem gols com o Aparecidense e encerra rodada no Z-4

O Vitória não saiu do zero no duelo com o Aparecidense, disputado nesta segunda-feira (9), no Estádio Aníbal de Toledo, em Aparecida de Goiânia, válido pela quinta rodada da Série C.

Com o resultado, o Vitória chegou aos quatro pontos, mas encerrou a rodada no temido Z-4, em 17º.

Agora, o Vitória volta suas atenções para a Copa do Brasil. O time rubro-negro pega o Fortaleza, quinta-feira (12), às 19h, no Barradão, pelo confronto de volta. No primeiro duelo, o Leão da Barra perdeu por 3 a 0. Pela Série C, a equipe dirigida pelo técnico Fabiano Soares só volta a campo no dia 18 de maio, uma quarta-feira, às 20h30, contra o Botafogo-PB, dentro de casa.


O JOGO

O confronto iniciou até com muita vontade de ambos os lados, mas sem nenhuma efetividade. As duas equipes abusaram de bolas alçadas na área e chutões. 

Somente aos 28, o Vitória chegou com perigo. Após cobrança de falta ensaiada, Sánchez rolou para Gabriel Santiago, que tentou o cruzamento, mas o goleiro Pedro Henrique fez a intervenção e mandou para escanteio.

O Vitória passava a maior parte do tempo no campo de ataque, no entanto a equipe pecava no último passe.
Aos 39, Nilson Júnior recebeu passe na medida e finalizou para a defesa de Lucas Arcanjo em dois tempos.

Segundo tempo

O Vitória voltou com uma postura mais aguerrida na etapa final. Logo aos dois minutos, uma cobrança de falta frontal para o time rubro-negro. Alisson Santos cobrou e a bola explodiu na barreira, mas a sobra ficou com o próprio Alisson, que arrematou, mas a redonda saiu pela linha de fundo após um desvio na defesa dos donos da casa.

O Aparecidense também mostrou que estava vivo no jogo. Aos quatro, Joãozinho cruzou com perfeição para Renato, que dominou e chutou com força. A bola foi para fora.

Outra boa chance do Vitória foi aos seis. Alisson Santos partiu em velocidade pelo lado esquerdo e cruzou rasteiro. Santiago Tréllez tentou de carrinho, mas a conclusão foi fraca e Pedro Henrique defendeu com tranquilidade.

Um gol do Vitória foi anulado aos 20. Alisson Santos cobrou falta fechada e o goleiro Pedro Henrique afastou de soco. Miller cabeceou para o fundo da rede, mas o árbitro viu uma irregularidade e anulou o lance.

FICHA TÉCNICA
Aparecidense 0 x 0 Vitória
Série C – 5ª rodada

Local: Estádio Aníbal de Toledo, em Aparecida de Goiânia (GO)
Data: 09/05/2022 (segunda-feira)
Horário: 20h
Árbitro: Lucas Paulo Torezin (PR)
Assistentes: Heitor Alex Eurich  (PR) e Wagner Junior Bonfim Ledo (PR)
Cartões amarelos: Vanderley (Aparecidense); Iury Mateus Moraes e João Pedro (Vitória)

Aparecidense: Pedro Henrique;  Luan Sales, Vanderley, Ricardo Lima e Breno (Rodrigues); Bruno Henrique, Robert (Daniel), Rodriguinho (Renato) e Nilson Júnior (Cardoso); Joãozinho e Alex Henrique (Felipe Menezes). Técnico: Eduardo Souza.


Vitória: Lucas Arcanjo; Iury, Marco Antônio, Mateus Moraes e Sanchez; João Pedro, Léo Gomes (Dionísio) e Gabriel Santiago (Miller); Alisson Santos (Luidy), Santiago Tréllez (Guilherme Queiróz) e Jefferson Renan (Roberto). Técnico: Fabiano Soares.

Copa Sisal: Seleções de Teofilândia irão enfrentar Serrinha no próximo sábado

Os próximos jogos das duas seleções de Teofilândia irão acontecer fora de casa, em solo serrinhense, contra as seleções de Serrinha, no Estádio Mariano Santana. A disputa feminina será às 16h30, e a disputa masculina, às 18h00.

No último domingo, 1º de maio, as seleções masculina e feminina de Teofilândia estrearam na Copa Sisal de Futebol, ambas enfrentaram Biritinga. A seleção feminina venceu por 2 a 1, e na disputa masculina, aconteceu um empate em 2 a 2.|

Foto: Bahia em Foco

Bahia vence Sampaio Corrêa na Fonte e mantém liderança da Série B

Com gol marcado por Daniel, destaque do time na noite desta terça-feira (26), o Bahia venceu o Sampaio Corrêa por 1 a 0, na Arena Fonte Nova, e se manteve na liderança da Série B do Campeonato Brasileiro. 

O Esquadrão agora possui 10 pontos, com três vitórias, um empate e nenhuma derrota na competição. Diante da própria torcida, a equipe comandada por Guto Ferreira teve alguns momentos de instabilidade, mas criou as melhores oportunidades e poderia até ter construído placar mais elástico. 

O Sampaio Corrêa chegou a assustar em alguns momentos, e Danilo Fernandes foi bem quando exigido. 

O Tricolor volta a campo na próxima sexta-feira (29), contra o Ituano, no estádio Novelli Júnior, em São Paulo, às 21h30. 

O JOGO

Bahia começa pressionando a saída de bola do Sampaio, mas sem criar grandes chances de perigo. Aos 17 minutos, Rildo recebeu cruzamento de Douglas Borel na área com boas condições de cabecear, mas mandou para fora. 

A pressão diminuiu, e o Esquadrão seguiu com dificuldades para criar jogadas. O Sampaio, por sua vez, chegou aos 21. Matheusinho arriscou de esquerda da entrada da área. A bola subiu demais. 

Aos 23, Maurício mandou uma bomba de fora da área e Danilo Fernandes teve de defender em dois tempos. Aos 27, Eron recebeu dentro da área e arriscou de letra, com perigo à meta do Esquadrão. 

A melhora do Esquadrão começou aos 34, com chance de Matheus Davó. O atacante recebeu bom passe de Daniel por dentro, fez o pivô e saiu na cara do gol. Na hora de chutar, no entanto, não pegou tão bem na bola e parou nas mãos de Luiz Daniel. 

Dois minutos depois, Marco Antônio encontrou Douglas Borel pela direita, o lateral avançou e chutou forte, por cima do gol. 

O Sampaio respondeu às investidas tricolores aos 40 minutos. Luiz Henrique falhou no corte e a bola sobrou para Matheusinho, que, na frente do gol, parou na bela defesa com os pés de Danilo Fernandes. 

Gol providencial

O gol do Bahia surgiu aos 45 minutos, de forma providencial. Ignácio cruzou, Rildo ajeitou de cabeça e Daniel, depois de duas tentativas, mandou para o fundo das redes. Foi o quinto do Esquadrão na Série B do Brasileirão. 

Segundo tempo

A primeira chance do Bahia na segunda etapa surgiu logo aos 5 minutos. Daniel encontrou Matheus Davó em velocidade, o atacante avançou, cortou para o meio e chutou. Dessa vez, mandou com força demais, e a bola subiu. 

Aos 8, Rildo quase marcou um golaço. Após cruzamento de Borel, o camisa 37 arrumou uma bonita bicicleta, que passou à direita do gol de Luiz Daniel. 

Quem também apareceu na frente foi o lateral-esquerdo Luiz Henrique. Aos 12 minutos, ele fez uma boa jogada individual, entrou na área e chutou forte, com perigo. 

O Bahia encaixou um bom contra-ataque aos 18 minutos. Daniel encontrou Marco Antônio pelo meio, que tentou uma tabela com Vitor Jacaré. A bola sobrou para Matheus Davó, que, dentro da área, chutou colocado de esquerda. Luiz Daniel caiu bem para fazer a defesa. 

Xodó da torcida, Vitor Jacaré teve uma grande oportunidade aos 26. Jonathan cruzou na medida para o atacante, que, sozinho, cabeceou para o chão e obrigou Luiz Daniel a trabalhar novamente. 

Jacaré tentou de novo aos 36, quase reeditando o gol que fez contra o Cruzeiro, na primeira rodada da Série B. O camisa 29 cortou para o meio e chutou colocado. A bola passou pertinho da trave esquerda do Sampaio. 

FICHA TÉCNICA
Bahia x Sampaio Corrêa
Série B – 4ª rodada

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador
Data: 26/04/2022 (terça-feira)
Horário: 21h30
Árbitro: Rafael Traci (SC)
Assistentes: Kleber Lucio Gil e Henrique Neu Ribeiro (ambos de SC)
VAR: Heber Roberto Lopes
Cartões amarelos: Douglas Borel e Vitor Jacaré (Bahia)
Gols: Daniel (Bahia)

Bahia: Danilo Fernandes; Douglas Borel (Jonathan), Luiz Otávio, Ignácio e Luiz Henrique; Patrick, Emerson Santos e Daniel (Lucas Falcão); Marco Antônio (Raí Nascimento), Rildo (Vitor Jacaré) e Matheus Davó.Técnico: Guto Ferreira.

Sampaio Corrêa: Luiz Daniel; Thiago Ennes (Soares), Joécio, Nilson Júnior e Hipólito; André Luiz, Maurício e Rafael Vila (Gabriel Poveda); Renatinho (Wesley Pionteck), Matheusinho e Eron (Rafael Costa). Técnico: Léo Condé.

Série B: Bahia estreia contra o Cruzeiro no dia 8 de abril; veja os primeiros jogos

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou na última terça-feira (29) a tabela detalhada dos primeiros seis jogos da Série B do Campeonato Brasileiro. Rebaixado no ano passado, o Bahia vai enfrentar o Cruzeiro na estreia. A partida será no dia 8 de abril, uma sexta-feira, às 21h30, na Arena Fonte Nova.

O segundo jogo do Tricolor está marcado para o dia 15, também às 21h30, contra o Náutico, no estádio dos Aflitos. Além desses dois adversários, o Bahia já sabe a programação dos jogos contra CSA, Sampaio Corrêa, Ituano e Londrina.

A equipe comandada por Guto Ferreira tenta dar ao Bahia o primeiro acesso imediato na sua história. Neste ano, a equipe já fracassou no Campeonato Baiano e na Copa do Nordeste, sendo eliminado das duas competições na primeira fase.

CONFIRA OS PRIMEIROS JOGOS DO BAHIA:

1ª Rodada
Bahia x Cruzeiro
Local: Fonte Nova, em Salvador
Dia 08/04/2022 (sexta)
Horário: 21h30

2ª Rodada
Náutico x Bahia
Local: Aflitos, em Recife
Data: 15/04 (sexta)
Horário: 21h30

3ª rodada
CSA x Bahia
Local: Rei Pelé, em Maceió
Data: 22/04 (sexta)
Horário: 19h

4ª rodada
Bahia x Sampaio Corrêa
Local: Fonte Nova, em Salvador
Data: 26/04 (terça)
Horário: 21h30

5ª rodada
Ituano x Bahia
Local: Novelli Júnior, em Itu
Data: 29/04 (sexta-feira)
Horário: 21h30

6ª rodada
Bahia x Londrina
Local: Fonte Nova, em Salvador
Data: 03/05 (terça-feira)
Horário: 19h.

Rússia é proibida pela Fifa de disputar a Copa do Mundo de 2022

A Rússia está proibida de disputar a Copa do Mundo do Catar, marcada para começar no dia 21 de novembro de 2022. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (28) pela Fifa, que suspendeu a Federação de Futebol do país. Sendo assim, os russos também não jogarão a repescagem das eliminatorias europeias do Mundial. 

De acordo com o ge.globo, a medida, realizada em conjunto com a Uefa. envolve todas as seleções russas, incluindo base, time masculino e time feminino. A Rússia pode recorrer no Tribunal Arbitral do Esporte. O motivo da suspensão é a invasão russa à Ucrânia. 

Também nesta segunda, o Comitê Olímpico Internacional (COI) recomendou a expulsão de atletas da Rússia e de Belarus das competições internacionais (veja aqui). 

O adversário da Rússia na repescagem das eliminatórias seria a Polônia, no dia 24 de março. A Uefa ainda não decidiu se os poloneses avançarão direto à próxima fase. O grupo, que possui Polônia, Suécia e República Tcheca, já havia comunicado que não disputariam partidas em solo russo. 

Como começou a Copa Ouro? Conheça a história de um dos maiores eventos esportivos da região

Já são 11 anos sem a tradicional Copa Ouro acontecer. Mesmo após tanto tempo, um dos maiores eventos esportivos da região segue sendo lembrado por moradores de Teofilândia e de cidades vizinhas.

Quem mora na região sisaleira, principalmente em Teofilândia, provavelmente já ouviu falar ou chegou a acompanhar a famosa Copa Ouro, um torneio de futsal realizado na quadra esportiva José Hermógenes de Oliveira, no centro da cidade.

Os jogos aconteciam à noite, durante as quartas e sextas, e envolviam as seleções de várias cidades da região, como Serrinha, Araci, Conceição do Coité, Santa Bárbara, Tanquinho, Candeal, Retirolândia, Barrocas, Teofilândia, entre outras.


Foto – Seleção de Teofilândia vice-campeã da Copa Ouro de 2003

As partidas tinham sempre arquibancadas lotadas pelos amantes do futsal, torcidas com o famoso “sambão” animavam e atiçavam ainda mais a competição entre as equipes, com destaque para Teofilândia e Araci que, em certos momentos, estendiam a rivalidade para depois das partidas, causando um clima hostil durante e após o fim do duelo.


Foto – Vaguinho e professor Marcelo, ambos da seleção de Teofilândia vice-campeã da Copa Ouro de 1994

A última Copa Ouro aconteceu em 2011 e a seleção de Teofilândia se consagrou campeã, vencendo Barrocas nos pênaltis. Naquela edição, Teofilândia contou com duas seleções, uma do Centro e outra organizada pelo Clube Mandacaru. Os dois times dividiram a torcida dos teofilandenses, pois a seleção campeã era composta também por atletas de Araci e a do Clube Mandacaru por atletas do Centro, o que causou uma certa desavença entre jogadores e torcida, já que sempre existiu a rivalidade entre os dois municípios no futsal.

Como teve início a Copa Ouro?

De acordo com informações do ex-prefeito Jackson Moura e pesquisas do site Teofilândia Acontece, o torneio era realizado em Serrinha e teve início em 1989, na AABB, organizado por funcionários (Iranildo e Magonário) da empresa Vale, que na época administrava a mineração de Teofilândia. O torneio não aconteceu em 1991 e o prefeito de Teofilândia, Antônio José dos Santos (Dr. Antônio) e Almir de Araújo, resolveram trazer a Copa Ouro para a cidade.

“Cada seleção pagava a sua inscrição, o torneio tinha apoio da Prefeitura Municipal de Teofilândia e comércio local. Algumas equipes tinham dificuldade em pagar, mas conseguiam patrocínio, isso ajudava bastante. Levar um time para outra cidade tem um gasto enorme”, explicou Jackson.

A seleção teofilandense campeã em 1995

O primeiro título da seleção de Teofilândia aconteceu há 27 anos. Para Alissandro Olivera Matos, 46, mais conhecido como Alex Bocão, que fez parte do time e chegou a participar de quase todas as edições, o grupo campeão naquele ano foi a melhor equipe que ele já jogou. “Era um time muito unido. Isso faz a diferença para ganhar um torneio”, comentou Bocão ao T.A. Alex chegou a ser vice-artilheiro da Copa Ouro.

“Eu destaco muito Melé, Pão de Bico, Rubão, jogadores extraordinários. Para mim, foram os melhores que já vi jogar na competição”, conta.


Foto – Seleção de Teofilândia Campeã da Copa Ouro em 1995

Bocão, que jogava na posição de pivô, também destacou como o evento envolvia as famílias. Várias pessoas chegavam cedo para reservar o lugar na quadra.

“Nossos familiares iam assistir e isso nos motivava muito. Lembro de finado Silvão, Zole, Tio Carlinhos, pessoas que sempre acompanhavam e não perdiam nenhum jogo. A partida começava às 19h, mas eles chegavam bem cedo, às 16h, levavam até travesseiro para reservar o seu lugar e torcer por Teofilândia. A Copa Ouro é um evento que está em meu coração e irei levar para sempre comigo”, finalizou.

Campeões da Copa Ouro

Araci – 3 títulos
Serrinha – 3 títulos
Teofilândia – 2 títulos
Tanquinho – 1 título


Foto – Nite, Vaguinho e Reni, ambos da seleção de Teofilândia na Copa Ouro de 1994

Vitória estreia na Série C fora de casa contra o Remo

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou a tabela básica da Série C. E o Vitória conheceu o caminho que terá que percorrer na competição. O time rubro-negro vai estrear fora de casa contra o Remo. O jogo será no dia 9, 10 ou 11 de abril. Ao todo, 20 equipes disputarão o certame nacional.

O primeiro compromisso dentro de casa será diante do Floresta-CE, pela segunda rodada. Esse confronto ocorrerá no dia 16, 17 ou 18 de abril. 

O regulamento da Série C sofreu mudanças para a temporada 2022. Agora, a primeira fase será disputada em turno único, todos contra todos, e os oito primeiros colocados avançam para a segunda fase. Antes, eram dois grupos com confrontos de ida e volta. Por se enfrentarem uma única vez, ficou decidido que os 10 melhores do ranking de clubes da CBF jogarão 10 duelos em casa e nove fora. Essa ordem se inverterá para o restante dos participantes. A segunda fase seguirá o mesmo formato dos anos anteriores. Os oito classificados serão divididos em dois grupos para a disputa do quadrangular, que vai definir o acesso à Série B. Os dois melhores de cada chave subirão de divisão. A decisão do título do campeonato será entre os líderes de cada grupo. Já o rebaixamento à Série D ficará entre os quatro piores da primeira fase.

JOGOS DO VITÓRIA

1ª rodada
Remo x Vitória

2ª rodada
Vitória x Floresta-CE

3ª rodada
Ypiranga-RS x Vitória

4ª rodada
Vitória x Manaus

5ª rodada
Aparecidense-GO x Vitória

6ª rodada
Vitória x Botafogo-PB

7ª rodada
Vitória x Confiança

8ª rodada
Campinense-PB x Vitória

9ª rodada
Vitória x Volta Redonda

10ª rodada
Atlético-CE x Vitória
 

11ª rodada
Vitória x Botafogo-SP

12ª rodada
Altos x Vitória.

Time de jovens do Setor recebe novo uniforme

No último domingo, 12 de dezembro, jovens que fazem parte do time de futebol do povoado Setor, em Teofilândia, receberam um novo uniforme. O padrão foi doado pelo secretário municipal de agricultura, Obreito Nailton e do ex-prefeito Adriano de Araújo, atual chefe de gabinete do município.

“Há muito tempo os atletas sonhavam com esse novo uniforme e fico feliz em poder fazer isso se tornar realidade. O esporte é muito importante para a nossa sociedade, por isso, faço questão de apoiar”, comentou o secretário.

Para estrear o novo “manto”, os atletas participaram de um jogo amistoso também no domingo

Bahia tem 51,8% de chances de queda para Série B, dizem cálculos da UFMG

Prestes a decidir a sua vida no Campeonato Brasileiro, o Bahia tem 51,8% de probabilidade de rebaixamento para a Série B. É o que apontam os cálculos do instituto de matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Ainda de acordo com os números, os outros clubes ameaçados de descenso são Grêmio (97,5%), Juventude (48,1%) e Cuiabá (2,7%). 

No complemento da rodada, realizado na última segunda-feira (6), Santos, São Paulo e Athletico conseguiram eliminar qualquer possibilidade de terminar na zona de rebaixamento.

O Esquadrão de Aço depende de si para se manter. Para isso, será preciso vencer o Fortaleza na próxima quinta-feira (9), às 21h30, na Arena Castelão. Em caso de empate, terá de torcer para o Juventude não vencer o Corinthians no Alfredo Jaconi. Se perder, o alviverde gaúcho também tem que perder e o Grêmio não pode vencer o Atlético-MG.

Top