Polícia Militar da Bahia visita São Paulo para conhecer câmeras ‘grava-tudo’

A Polícia Militar da Bahia visitou o estado de São Paulo no mês de julho para conhecer as câmeras que a gestão João Doria (PSDB) implantou nos uniformes dos policiais paulistas. Os dispositivos registram intervenções policiais em áudio e vídeo.

A informação é da coluna Monica Bergamo, da Folha de S.Paulo. Além da Bahia, Distrito Federal e Paraná também visitaram São Paulo. Para as próximas semanas, são esperados militares do Rio de Janeiro e Alagoas.

Em maio deste ano, a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA) elaborou um termo de referência sobre contratação de câmeras para fardas de PMs. Além dos PMs, policiais civis e bombeiros usarão o equipamento caso ele seja aprovado futuramente (leia mais aqui).

Segundo o governador Rui Costa (PT), o plano de instalar câmeras em viaturas e no fardamento dos policiais começará a ser posto em prática neste ano na Bahia (lembre aqui).

Araci: Homem que agrediu mulher em restaurante está foragido da polícia

O homem que agrediu brutalmente a ex-companheira em um restaurante no município de Araci, na região do Sisal, no dia 16 de junho, está foragido da polícia. Na ocasião, após receber diversos socos no rosto, a vítima chegou a desmaiar e precisou ser levada ao hospital. Imagens das câmeras de segurança do estabelecimento exibiram o momento em que o suspeito se aproximou da mulher, que estava sentada na mesa acompanhada de outras duas pessoas, a segura pelos cabelos e puxa a vítima da cadeira. O suspeito chegou a dar pelo menos três socos contra o rosto da ex-companheira.

A cena foi presenciada por um outro rapaz que acompanhava a mulher e, em determinado momento, tentou conter o suspeito. Contudo, nada impediu o homem de agredir a mulher até ela cair no chão, desacordada. O vídeo mostra ainda o momento em que o suspeito, depois de cometer as agressões, deixa o local andando tranquilamente.

Procurada pela reportagem, a Polícia Civil (PC) que informou que um mandado de prisão foi expedido contra o suspeito, que está foragido. Ainda de acordo com a polícia, foi expedida uma guia de exame de lesão corporal da vítima, que recebeu da Justiça uma medida protetiva contra o ex-companheiro. “A investigação está em curso”, concluiu a PC.

‘Me calei por muito tempo, sofria sozinha’, diz esposa de DJ Ivis vítima de agressão

Pamella Holanda, esposa do DJ Ivis, se pronunciou em suas redes sociais após a repercussão da denúncia de agressão feita por ela no último domingo (11) com vídeos do produtor musical a espancando em casa (leia aqui).

Na manhã desta segunda (12), Pamella agradeceu o apoio que vem recebendo dos seguidores anônimos e famosos, como Solange Almeida, Xand Avião, Pocah e Marcela Mc Gowan.

A ex-companheira do artista afirmou que está em um lugar seguro com a filha Mel, de 9 meses. 

“Eu quero e preciso agradecer todo o apoio que estou recebendo. Dizer que não estou bem, mas que estou segura, eu e minha filha. E dizer que hoje o meu choro é de alívio por ter certeza que Deus está com a gente, que nunca mais vou viver o que vivi e que não mais fingir para ajudar ninguém”, escreveu.

Segundo Pamella, as agressões estavam acontecendo há muito tempo. A jovem relatou que tentou pedir ajuda de pessoas próximas, mas não foi atendida e muitos eram coniventes com os episódios de agressão praticados por Ivis.

“Eu me calei por muito tempo! Eu sofria sozinha com minha filha, sem apoio até dos que se diziam estar ali para ajudar, que eram coniventes e presenciavam tudo calados sem interferir com a desculpa que eu tinha que aguentar calada por que era o ‘jeito dele’, era esse o temperamento dele e que se eu quisesse viver com ele teria que me sujeitar a ser submissa”.

O casal ficou junto por quatro anos e de acordo com o que foi relatado por Pamella na ação em que pede a medida protetiva, as agressões físicas e psicológicas aconteciam também durante a gravidez.

Carga com 36,5 t de maconha é localizada em maior apreensão de drogas da história

Uma carga de soja que escondia 36,5 toneladas de maconha foi apreendida neste fim de semana pela Polícia Militar do Mato Grosso do Sul na cidade de Deodápolis. De acordo com a Agência Brasil, se trata da maior apreensão de drogas da história do país.

O motorista foi preso e encaminhado à Polícia Civil no município. Segundo a investigação, a droga estava sendo transportada para o Porto de Santos, em São Paulo.

Coordenada pela Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública, a ação integra o Programa Nacional de Segurança nas Fronteiras e Divisas (Vigia).

Segundo a pasta, as apreensões relacionadas ao programa totalizaram 673 toneladas de drogas entre junho de 2020 e junho deste ano, aumento de 111% em relação aos 12 meses anteriores.

Segundo o Ministério da Justiça e Segurança Pública, a principal droga apreendida é a maconha. Em dois anos de atuação, o Programa Vigia levou a perdas mais de R$ 3 bilhões aos criminosos e evitou prejuízo de mais de R$ 500 bilhões aos cofres públicos. Foram apreendidas mais de 870 toneladas de drogas, 113 milhões de maços de cigarros, além de embarcações, veículos e produtos contrabandeados.

O Programa Vigia atua em 15 estados: Paraná, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Amazonas, Acre, Rondônia, Tocantins, Goiás, Roraima, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Pará, Amapá, Rio Grande do Norte e Ceará. As ações seguem as diretrizes do Sistema Único de Segurança Pública (Susp), com foco na atuação integrada, coordenada, conjunta e sistêmica entre as instituições. O programa tem três eixos: operações de segurança, capacitação de agentes e compra de equipamentos e sistemas.

‘Serial killer’ baiano fere policial durante troca de tiros em rodovia

Autor de uma chacina que chocou o Distrito Federal, Lázaro Barbosa (reveja aqui), voltou a fazer uma pessoa refém na tarde desta terça-feira (15). O homem foi cercado por agentes de diversas forças de segurança em uma rodovia e abriu fogo contra a guarnição. Um policial chegou a ser baleado e foi transportado para o hospital de helicóptero. Ainda não se sabe o estado de saúde dele.

Anteriormente, o chacareiro Rosinaldo Pereira de Moraes, que trabalha na fazenda onde Lázaro Barbosa foi flagrado nas primeiras horas da manhã desta terça-feira (15), por câmeras de segurança comentou sobre Rosinaldo. O homem relatou que chegou à propriedade por volta das 6h e se deparou com o suspeito de matar uma família no DF. A caçada ao foragido já dura sete dias.

“Ele estava com uma jaqueta, bermuda, uma blusa e uma botina. Estava com uma mochila nas costas, mas não vi qualquer machucado. Não havia nada aparente. Ele dormiu na cama que eu descanso e não ficou marca de sangue. Só suja de terra. Se estava armado, a arma estava dentro da mochila”, disse o chacareiro ao Metrópoles

Rosinaldo também confirmou que Lázaro disse estar com fome e pediu um prato de comida. “Pedi para ele aguardar eu prender os bezerros e trazer as vacas que iria arrumar um prato de comida para ele. Cheguei a falar que comida não se negava a ninguém. A minha intenção era dar a comida para despistar e segurar ele. Mas ele não esperou. Eu o vi saindo pela mata. É muito esperto”, acrescentou.

O chacareiro informou ainda que não sentiu medo de Lázaro. “Eu fui nascido na roça, sou experiente. Não fiz nada para ele”, concluiu.

Nesta tarde, a polícia faz um cerco ao suspeito próximo a um milharal na área de Edilândia, Entorno do DF. Lázaro tem sido visto com frequência na cidade e na área vizinha de Cocalzinho, também em Goiás.

Preso suspeito de matar médico de Araci; corpo foi encontrado nas águas do Rio Jacuípe

Policiais da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) e do Sistema de Inteligência da 1ª Coorpin prenderam, no início da tarde desta sexta-feira (28), o suspeito de ter matado o médico psiquiatra Andrade Lopes Santana, de 32 anos. A prisão ocorreu em um condomínio do bairro Santa Mônica.

De acordo com a polícia, o acusado, que também é médico e era amigo de Andrade, teve a prisão temporária decretada por 30 dias pela juíza titular da Vara do Júri de Feira de Santana, Márcia Simões Costa, após os investigadores suspeitarem do envolvimento dele no desaparecimento da vítima.

No condomínio, também foi encontrado o Jet Sky que, segundo o suspeito em depoimento, seria vendido a Andrade.



Suspeito comprou âncora 

Em entrevista ao Acorda Cidade, o coordenador de Polícia Civil da 1ª Coorpin de Feira de Santana, delegado Roberto Leal, relatou que logo após a polícia dar início às investigações sobre o desaparecimento do médico, a polícia percebeu que as informações prestadas na delegacia pelo suspeito não estavam condizentes com as investigações preliminares.

“Inicialmente, no dia do desaparecimento e no dia seguinte, quando um colega de trabalho do médico compareceu à delegacia de polícia informando sobre o desaparecimento, as investigações foram iniciadas pela 1ª Coorpin e também pela Furtos e Roubos, e de imediato começou-se a perceber que as alegações prestadas pelo colega não estavam relacionadas corretamente com o que foi angariado durante as investigações preliminares. As investigações continuaram, e no dia 27, chegou-se a uma testemunha, que acabou relatando algumas informações que apontam para a participação dessa pessoa com o crime”, informou Leal.





Amigos próximos

Roberto Leal destacou que as informações apontam para a participação do suspeito no crime, porém os investigadores ainda vão buscar esclarecer se ele contou com ajuda de mais alguém no assassinato.

“As investigações vão continuar para descobrir se o crime foi cometido por ele ou se teve auxílio de algum outro colega ou amigo, ou se foi outra pessoa responsável. Essas investigações estão sendo realizadas e é necessário que se mantenha sigilo pra não prejudicar o inquérito policial. A prisão temporária foi por homicídio qualificado, crime hediondo. A vítima e o autor eram amigos próximos e colegas de trabalho e haviam agendado um encontro para desfrutar de um momento de lazer no Rio Jacuípe, quando iriam andar de Jet Sky. Vamos aprofundar as investigações para saber se o médico chegou ou não ao local”, disse.

Ainda conforme o delegado, o suspeito foi encaminhado ao Departamento de Polícia Técnica para exame de corpo delito. Ao retornar do DPT, ficará custodiado no Complexo de Delegacias do bairro Sobradinho e, na segunda-feira, deverá ser levado ao presídio regional de Feira de Santana.

Os peritos do Departamento de Polícia Técnica (DPT) constataram um disparo de arma de fogo na nuca. Além disso, havia uma corda no braço amarrada a uma âncora para o corpo não subir. O celular dele foi encontrado na cintura.

Ele estava desaparecido desde a última segunda-feira (24), quando saiu de Araci, onde morava com destino a Feira de Santana. O carro dele foi encontrado no mesmo dia em Conceição do Jacuípe.

Bombeiros, policiais militares e policiais civis da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) foram até o local para resgatar o corpo com a equipe do DPT.

O desaparecimento

O último contato do médico com amigos foi por volta de meio-dia, da última segunda-feira (24), horas depois o veículo foi encontrado, sem seus pertences. Uma queixa foi prestada na 2ª Delegacia Territorial de Feira de Santana no dia seguinte por um médico, amigo dele.

“Foi feito o registro da ocorrência e iniciou-se uma coleta de dados. Sabemos que ele saiu dia 24 com destino à cidade de Feira de Santana, onde visitaria alguns amigos e iria realizar um negócio aqui nesta cidade. Por volta das 12h, ele não mais foi encontrado por seus amigos, inclusive, se ausentou do serviço que seria escalado como médico. Por volta das 18h, o veículo dele foi encontrado pela Polícia Rodoviária Federal já na cidade de Conceição do Jacuípe, abandonado e trancado”, disse o delegado ao Acorda Cidade no dia do registro do desaparecimento.

O amigo relatou que o médico iria almoçar com uma mulher e depois enviou uma mensagem para ela cancelando o almoço, para almoçar com um amigo e marcando um jantar com ela. A mulher já foi identificada e a polícia vai ouvi-la para saber se ela tem alguma informação importante. Ainda segundo o relato, Andrade chegou a enviar uma mensagem para o amigo, dizendo que chegou ao local combinado, no Rio Jacuípe, mas o amigo não o encontrou. Após esta mensagem, o médico não respondeu mais, nem atendeu ligações.


Médico Andrade Lopes Santana

Carro de médico desaparecido passa por perícia em busca de sinais de violência

O carro do médico Andrade Santana foi periciado ontem, quarta-feira (26), pela polícia, a fim de localizar indícios se o psiquiatra foi vítima de violência dentro do veículo. Ele está desaparecido desde a última segunda (24), quando saiu de casa, em Araci, e disse que ia encontrar um amigo em uma marina em Feira de Santana.

De acordo com o delegado Roberto Leal, todas as pessoas que tiveram contato com Andrade foram identificadas. O carro do médico foi localizado nesta terça (25) pela Polícia Rodoviária Federal, às margens da BR-101, nas imediações de Conceição do Jacuípe.  

Leal afirmou ao Balanço Geral que está trabalhando com a hipótese de crime contra o patrimônio, que abrange sequestro e roubo. Além de um amigo, ele teria marcado encontro também com uma garota, segundo o delegado. Todos serão ouvidos.

Arma e munições são apreendidas dentro de veículo em Araci

Uma pistola calibre 9 mm e dez munições foram apreendidas, na segunda-feira (5), em Araci, por uma equipe do Serviço de Investigação (SI) da Delegacia Territorial (DT), do município. Um homem, de 51 anos, foi preso na ação.

O flagrante ocorreu durante uma abordagem ao veículo Fiat Strada, conduzido pelo suspeito no acostamento da BR-116. A arma e as munições, já encaminhadas à perícia, foram encontradas dentro do carro.

Autuado por porte ilegal de arma, o homem está à disposição do Poder Judiciário e deve passar pela audiência de custódia.

Homem é preso por roubo em Araci – Em outra ação, investigadores da DT de Araci cumpriram, na segunda-feira (5), o mandado de prisão preventiva de um homem, de 22 anos, suspeito de roubar um posto de combustíveis.

O crime ocorreu no dia 15 de março, no centro de Araci. O homem foi submetido a exames de lesões e está à disposição da Justiça. O comparsa no roubo está sendo procurado.

PM morre e homem fica ferido após serem baleados durante discussão em Teofilândia

Na noite do último sábado (13), aproximadamente às 20h00, no povoado Bola Verde, em Teofilândia, um policial militar foi alvejado por disparos de arma de fogo e um homem foi baleado na perna. O PM de 27 anos, identificado por Alberto David Duarte dos Santos, que residia em Feira de Santana, ainda foi socorrido pela SAMU, mas não resistiu e acabou falecendo. Já o homem que levou um tiro na perna, foi identificado por Erisvaldo Oliveira Santos, 18 anos, morador do povoado Fazenda Linda Aurora.

Testemunhas declararam que o autor foi Fabrício de Jesus Paixão, 29 anos, mais conhecido por Babita, morador de Teofilândia. Segundo informações colhidas no local, o policial efetuou disparos de arma de fogo para o alto, por volta das 19h00, supostamente para se livrar de uma confusão em que um indivíduo exibiu uma arma de fogo para o PM. Babita ficou sabendo que havia um policial na localidade, reuniu alguns indivíduos e foram atrás do policial. Ao chegar no local, perguntou a terceiros quem era o policial, se aproximou do mesmo e efetuou disparos de arma de fogo contra o militar.

Ainda segundo testemunhas, Alberto estava de férias e veio até Teofilândia para participar da comemoração de um aniversário. Erisvaldo está no Hospital Municipal de Teofilândia e não corre risco de morte.

Fonte: Polícia Militar.

Acusado de tentativa de homicídio e tráfico de drogas em Araci é capturado na BR-116

Uma operação conjunta entre as polícias Civil, Militar e Rodoviária Federal realizada na tarde desta terça-feira, 9, conseguiu capturar um foragido da Justiça em Santa Bárbara. Edgleidson da Silva Lima, de 23 anos, viajava em um ônibus de turismo quando foi localizado.

A captura do procurado aconteceu por volta das 15h, na rodovia BR-116. Conforme o apurado pelo PCS, as equipes abordaram o ônibus que tinha como destino a cidade de São Paulo (SP) e, durante verificação dos documentos dos passageiros, constataram que havia um mandado de prisão em aberto contra Edgleidson expedido pela Justiça de Araci.

Segundo a Polícia Civil (PC), o mandado de prisão é pelos crimes de tentativa de homicídio, tráfico de drogas e associação para o tráfico. O homicídio tentado foi cometido no dia 1º de maio do ano passado, no bairro Casinhas, em Araci, e teve a participação de outras três pessoas.

Ainda de acordo com a PC, a vítima precisou ser submetida a várias cirurgias, mas ainda convive com sequelas decorrentes de disparo de arma de fogo.

Policiais que participaram da abordagem fizeram o registro da captura, e o passageiro foi levado ao sistema carcerário da 15ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), com sede em Serrinha.

Top