Quatro montadoras chinesas são candidatas a comprar fábrica da Ford em Camaçari

A fábrica de Camaçari (BA) da Ford, da Bahia, não deve ter o mesmo destino da antiga localizada em São Bernardo do Campo (SP). Segundo apurou o CNN Brasil Business com fontes de mercado, quatro marcas chinesas estariam interessadas em se instalar por lá.

Seriam elas: Great Wall Motors, Changan Auto, Gelly e GAC. O Grupo Caoa, do empresário Carlos Alberto de Oliveira Andrade, estaria por trás para trazer alguma dessas marcas ao país. 

Camaçari tem uma grande vantagem em comparação com a fábrica de São Bernardo do Campo: ela é mais nova e já está totalmente modelada para produzir carros de passeio. No caso da planta paulista, era focada na fabricação de caminhões, e também montava o Fiesta. O grosso da produção da Ford ficava, de fato, em Camaçari, com a fabricação de veículos como o EcoSport e o Ka, líder de vendas da montadora.

Procurada, a Ford afirmou que facilitará “alternativas possíveis e razoáveis para partes interessadas adquirirem as instalações produtivas disponíveis.”

CNN Business entrou em contato com as empresas chinesas citadas, mas elas não retornaram até a publicação desta matéria. O Grupo Caoa afirmou que não vai comentar o assunto. 

Outras montadoras chinesas no Brasil

A Caoa foi a responsável por trazer a Hyundai para o Brasil no início dos anos 2000. Em 2018, a parceria acabou e a Hyundai, que conquistou o quarto lugar entre as montadoras, passou a operar sozinha.

A saída encontrada pela Caoa foi comprar o controle da operação da chinesa Chery no Brasil. A companhia construiu uma fábrica em Jacareí (SP), que foi entregue em 2016, mas nunca decolou no Brasil.

Em 2019, a Caoa Chery vendeu 20.182 veículos no Brasil, ocupando a 12ª posição no mercado nacional. No ano passado, apesar da crise, ficou com um patamar parecido: 20.089. Porém, pulou para a 11ª colocação.

Outra chinesa que havia decidido apostar no Brasil no ano passado foi a JAC Motors, que queria, inclusive, construir uma fábrica no país. Não deu certo. Em 2019, o grupo SHC, de Sérgio Habib, responsável por trazer a montadora para o Brasil, pediu recuperação judicial.

Quadrilha que alugava carros em outros estados e vendia na BA é presa em Ribeira do Pombal

Um esquema criminoso que alugava veículos em outros estados e revendia por preços mais baixos, na Bahia, foi descoberto, na tarde de terça-feira (5), por equipes da Delegacia Territorial de Ribeira do Pombal e da Companhia Independente de Policiamento Especializado (CIPE/Nordeste. Quatro automóveis com restrição de roubo foram recuperados na Fazenda Valença, na cidade de Ribeira do Pombal. De acordo com o comandante da CIPE Nordeste, major PM Wellington Morais, três suspeitos foram conduzidos.

Acabaram localizados um Jeep Renegade placa QQW7B49, um HB20 placa QUS-9498, um Fiat Mobi placa PZS-9069 e um Sandero placa QUQ 5033. Segundo o titular da Delegacia Territorial (DT) de Ribeira do Pombal, delegado Thiago Alves Cunha, alguns veículos eram comercializados em grupos de aplicativo e sites por preços muito abaixo do valor de mercado. “Um automóvel avaliado em mais de R$ 50 mil era revendido por menos de R$ 10 mil”, detalhou.

Os envolvidos responderão por receptação de veículo roubado e organização criminosa.

Prefeito eleito de Jacobina reduz o próprio salário em 92% e vai de bicicleta em seu primeiro dia de trabalho

O prefeito de Jacobina-BA, Tiago Dias (PC do B), reduziu em 92% o próprio salário, por meio de decreto oficial, no primeiro dia de gestão. O valor será repassado para instituições de cunho social como Construindo o Amanhã, Casa de Rebeca, Lar do Idoso Cruzada do Bem, APAE e Fazendinha.

O primeiro decreto oficial da nova gestão municipal foi assinado por Tiago Dias durante visita às instalações do projeto Construindo o Amanhã, nesta segunda-feira (4). O prefeito disse, ainda, que espera o mesmo dos secretários municipais.

Outro fato curioso é que o gestor foi de bicicleta para a prefeitura no primeiro dia de mandato. O ex-prefeito doou a caminhonete do gabinete para a Guarda Municipal, então o atual prefeito decidiu colocar a bicicleta como “transporte oficial”.

Prefeitura de Teofilândia compra 2 ônibus com ar-condicionado para transportar estudantes até Feira de Santana

O atual prefeito de Teofilândia, Tércio Nunes (PP), divulgou a aquisição de mais dois ônibus, desta vez com ar-condicionado, para o município nesta terça-feira, 29 de dezembro.

“Ônibus com capacidade de 51 passageiros, com ar-condicionado para transportar alunos para faculdade na cidade de Feira de Santana.
ada ônibus tem um investimento de 383.000,00 (trezentos e oitenta e três mil reais).”, informou o gestor. A aquisição foi feita através de licitação.

Centenas de estudantes são transportados diariamente e gratuitamente até Feira de Santana por ônibus disponibilizados pela Prefeitura de Teofilândia.


Projeto da Câmara com regras do Fundeb pode tirar até R$ 12,8 bi de escolas públicas

Mudanças feitas pela Câmara no projeto de lei de regulamentação do novo Fundeb (Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica) abrem brecha para transferir até R$ 12,8 bilhões por ano da rede pública para escolas filantrópicas, comunitárias e confessionais.

O levantamento foi feito pela ONG Todos pela Educação e divulgado nesta segunda-feira (14). O projeto de lei foi aprovado pela Câmara no dia 10 deste mês. A proposta está na pauta de votação do Senado desta terça-feira (15).

Lucas Hoogerbrugge, líder de relações governamentais do Todos Pela Educação, disse que as perdas passaram a ser possível após duas emendas aprovadas nos destaques ao final da votação do texto da regulamentação do Fundeb.

Com a mudança, é permitida a distribuição de até 10% dos recursos do fundo para instituições comunitárias, confessionais ou filantrópicas sem fins lucrativos e conveniadas com o poder público no ensino fundamental e no ensino médio.

Hoje, municípios e Estados podem fazer convênio com essas instituições, mas não recebem recurso do Fundeb para isso. Se aprovadas no Congresso, as novas regras passam a valer a partir de 2021.

“Na nossa visão é muito negativo, vai incentivar a expansão de vagas nas instituições sem fins lucrativos em etapas que há vagas na rede pública, diferentemente do que acontece na educação infantil”, disse Hoogerbrugge.

“Além disso, os municípios mais pobres acabarão perdendo recursos para municípios mais ricos, onde estão concentradas mais escolas filantrópicas, comunitárias e confessionais”, afirmou.

O relator do projeto no Senado, senador Izalci Lucas (PSDB-DF), disse que o texto ainda está sendo analisado. A intenção é fazer ajustes de forma que não precise voltar para a Câmara.

Apesar de não ter definido o que fará sobre esse trecho do projeto, ele disse acreditar que o importante é o aluno ter uma educação de qualidade, independente da instituição.

“Eu penso que há uma confusão forte. Toda educação é pública, a gestão que é estatal ou privada. O importante é que o aluno possa estudar numa boa escola”, afirmou.

A regulamentação do novo Fundeb tem mudanças importantes para o financiamento da educação básica pública do país.

O texto garante complementação de recursos para municípios mais pobres, aumento do financiamento para a educação infantil e o uso de 70% dos recursos do fundo para o pagamento de profissionais da educação.

No entanto, as modificações aprovadas também vão permitir mais recursos para escolas privadas sem fins lucrativos, que agora poderão receber também por matrículas no ensino fundamental e médio –antes só valia para a educação infantil.

A medida é considerada uma vitória da base do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), já que beneficia também as escolas confessionais (ligadas a igrejas).

O relator do projeto na Câmara, deputado Felipe Rigoni (PSB-ES), foi procurado, mas não atendeu às ligações.

Nesta segunda, a Campanha Nacional pelo Direito à Educação e a Fineduca (Associação Nacional de Pesquisa em Financiamento da Educação) também divulgaram uma nota com estimativa de recursos tirados do ensino público.

Segundo a entidade, quatro pontos do projeto de regulamentação têm potencial para reduzir os repasses para as escolas públicas em R$ 15,9 bilhões.

A Campanha Nacional pelo Direito à Educação e a Fineduca afirmam que a proposta de reservar 10% da prestação do ensino fundamental e médio à iniciativa privada indica desmobilização das redes públicas e incentivo ao setor privado, com sérias responsabilidades para os gestores públicos.

“Não há falta de vagas na rede pública de ensino fundamental e médio. Mais do que isso, segundo dados do Censo Escolar, as matrículas dos estados e municípios no ensino fundamental e médio caíram de 36,2 milhões, em 2007, para 28,1 milhões, em 2019, ou seja, uma redução de 8,1 milhões”, diz a nota técnica.

Operação desarticula grupo criminoso que retirava multas no Detran

O Ministério Público da Bahia (MP-BA), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações Criminais (Gaeco), deflagrou nesta quarta-feira, 9, a ‘Operação Deletrius’, que visa desarticular uma associação criminosa especializada na remoção de multas do sistema digital do Departamento Estadual de Trânsito (Detran–BA).

De acordo com o MP, estão sendo cumpridos cinco mandados de busca e apreensão e requisição de documentos expedidos pela 2ª Vara Criminal Especializada de Salvador, nos bairros do Costa Azul, Caminho das Árvores e no Stiep. O prejuízo estimado para os cofres públicos, entre janeiro de 2019 e novembro deste ano, é de cerca de R$ 2 milhões.

O objetivo é a apreensão de documentos, equipamentos eletrônicos, celulares, computadores, apontamentos e bens de valor associados às práticas criminosas. A notícia das fraudes foi encaminhada ao MP pelo Detran, que colabora com as investigações.

A associação criminosa contava com a participação de agentes públicos lotados no Detran, que participavam do esquema em troca de propina. Os investigados inseriam dados falsos no sistema digital do Detran para cancelar as infrações de trânsito, cobrando como propina um percentual de 10% do valor devido pelo particular.

Bandidos explodem cofre de posto de combustível entre Santa Bárbara e Feira de Santana

Quatro homens armados explodiram o cofre do posto de combustível Trevo, no entroncamento entre a BR-116 norte e a BR-324, entre os municípios de Santa Bárbara e Feira de Santana. O crime aconteceu na madrugada desta segunda-feira (7).

De acordo com informações da Polícia Militar, agentes receberam uma denúncia, por volta das 2h30, de que havia acontecido uma explosão em um posto de combustível. Ao chegarem ao local, os policiais foram informados por funcionários do posto que quatro homens armados haviam explodido um cofre e levado uma quantia de dinheiro.

O valor total roubado não foi informado pela polícia. Segundo as testemunhas, os quatro suspeitos fugiram após o roubo em um carro modelo Peugeot, no sentido do distrito de Tanquinho de Feira. Os policiais realizaram rondas nas proximidades, mas até a publicação desta reportagem não conseguiram localizar os suspeitos.

Rui Costa se coloca na corrida presidencial de 2022: “Quero participar”

O governador Rui Costa (PT) afirmou que está disposto a entrar na corrida presidenical de 2022. A declaração foi dada nesta quinta-feira (3) ao blog BR Político. O baiano defende um “diálogo intenso” entre as forças de esquerda para fazer uma frente contra o presidente Jair Bolsonaro. Além dele, o senador Jaques Wagner (PT) também é ventilado como uma das alternativas para o pleito caso não entre na corrida eleitoral ao Governo da Bahia.

“Quero participar desse processo, o Wagner também. Nós temos um papel fundamental. Os governadores estão conversando para intensificar nosso dialogo, independente de estarmos juntos ou separados no primeiro turno. Quem não participa do atual governo deve conversar sobre saídas para 2022. Podemos ou não estar juntos no primeiro turno, mas precisamos estar no segundo. Para isso, é preciso construir um parâmetro único, junto à sociedade brasileira, com diálogo intenso ao longo de 2021”, declarou.

“Se sair uma candidatura única, ótimo. Se não, não precisamos nos agredir. Estou vendo agressões aí que não ajudam, mostrando a mesma intolerância do governo Bolsonaro. Não é só trocar o nome do presidente, é o ambiente politico que precisa ser trocado, em busca de estabilidade, de paz. Trocar Chico por Francisco não dá. O Brasil não quer xingamento, seria uma reprodução do que está aí”, completou.

Além dos dois baianos, outros nomes de esquerda são ventilados para o pleito. Entre eles, está o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) e o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB).

Rompimento em área de barragem da Yamana Gold assusta moradores em Jacobina

Um rompimento na barragem de rejeitos da mineradora Yamana Gold, na cidade de Jacobina, assustou moradores na tarde desta quarta-feira (2). O acidente não provocou danos graves, mas chegou a atingir alguns veículos, segundo o Jacobina Notícias.  

Nas redes sociais, a Jacobina Mineração e Comércio (JMC), unidade baiana da mineradora, afirmou que, apesar do acidente, “a barragem continua segura e operando normalmente”, porém “investigações sobre prováveis causas estão sendo conduzidas”.

Em comunicado, explicou que, “por volta das 14h, foi registrado um deslizamento de material na área de estoque da barragem de rejeitos da empresa”.

“O material escorreu da pilha de estoque,  empurrando uma caminhonete que estava estacionada no local. Não havia pessoas na caminhonete e os demais equipamentos continuaram em operação”, descreve.

Top